segunda-feira, 6 de março de 2017

Coisas que eu não entendo!

Há coisas que eu não entendo...

Algumas, meros "detalhes", daqueles que em prol do poder alguns diriam "são pequenas mas de extrema importância" - como por exemplo a criação de um passeio no troço da EN13 que vai desde a rotunda de Gandra ao troço de Estrada sem saída da antiga EN13 rumo à ponte de Fão! (um verdadeiro calvário para quem por lá passa a pé pois nem bermas tem! Tanto mais agora que se pensa uma Avenida de São Martinho bonita mas que esganará a poente numa rotunda sem continuação!

Outras mais relevantes como o Projecto de Requalificação da Zona Central de Marinhas que foi digno de concurso (ainda que com certas ressalvas por parte da Ordem dos Arquitectos), digno de lançamento pomposo mas cujos resultados a população nunca foi digna de conhecer e apresentam-se agora obras avulsas em jeito de rumo...

E outras ainda mais chocantes, como esta (clicar)!


Nada tenho contra Guimarães! Muito pelo contrário! Se não me tivesse sido possível fazer a minha vida cá, era lá que estaria certamente. Os anos que por lá passei e os amigos que lá deixei fizeram-me gostar daquela cidade como se de uma segunda terra se tratasse!

O que eu tenho contra é que por cá se façam protocolos e parcerias para observatórios e centros de investigação... e um projecto destes, com o potencial que poderia ter, agregado à nossa escola profissional, eventualmente associado à dinamização da nossa pousada da juventude e dos nossos hotéis ... nos passe ao lado!

Não entendo! E não será certamente por falta de proximidade! O IPCA está ali a dois passos e actualmente até é presidido pelo nosso Presidente da Assembleia Municipal.

Como nos passa isto ao lado?... Não sei! 

Talvez estejamos mais receptivos à TESLA ou à indústria dos pavilhões!

Eu sei que o potencial turístico de Guimarães é bem maior que o de Esposende mas também sei que nem sempre a oferta nasce como resposta à procura! Muitas vezes é o rasgo de avançar com a oferta que desperta a procura.