sábado, 18 de março de 2017

O céu cheio de cometas.

Numa semana marcada pelo regresso do Espoleaks tivemos o aparecimento de mais uma página "cometa", o Mitos de Esposende.
 
Ao contrário da feijoada, o Espoleaks não é melhor aquecido de quando fresco e para já acho que fico por aqui.
 
Mas o que mais me deixou chocado foi o "Mitos de Esposende".
 
Estava prestes a escrever um artigo sobre a linha editorial seguida ultimamente pelo Jornal Notícias de Esposende quando de repente fui confrontado com esta página e admito que recuei na minha intenção.
 
Por muitas divergências que possa ter com as pessoas, não confundo o político, o autarca, o jornalista (o profissional no fundo) com a pessoa, o pai, o chefe de família.
 
Criar uma página de ataque exclusivamente a uma pessoa e fazer difamações sobre a sua pessoa é algo de extremo baixo nível e diminui qualquer que sejam os propósitos dessas pessoas.
 
Por muitos motivos que possa apontar à linha editorial do Jornal Notícias de Esposende nada justifica estas ações.
 
Todos percebemos que o diretor do JNE é um anti-sistema, próximo de João Cepa e do CDS-Esposende, e que aproveita todas as oportunidades para atacar Benjamim Pereira.
 
Olhando as recente edições o JNE chega a ser confundido com um folhetim destas 2 entidades, com a exaltação das notícias do CDS e uma quase repetição das notícias referentes a João Cepa, o que não abona em nada à imagem de isenção que o JNE pretende passar e esta colagem vai coloca-lo em maus lençóis se o resultado das eleições não for favorável aos seus mais próximos.