domingo, 4 de março de 2018

Antas FC renascido.

O Antas FC está de regresso e pela minha ligação umbilical a São Paio de Antas e familiar ao Antas FC, não poderia deixar de passar em claro este pequeno facto que pode parecer pequeno mas é mais um sinal  dos tempos e como sempre, vai muito mais além do plano desportivo.

No plano desportivo é o regresso de um clube que desapareceu com o vendaval da crise financeira que se abateu em muitos dos clubes do nosso concelhio e que levou quase à extinção da prática desportiva sénior no nosso concelho mas, e ao contrário do que hoje se tenta impor, o fenómeno desportivo está intimamente ligado ao fenómeno social e este desaparecimento e reaparecimento dos clubes, e no caso do Antas FC ainda mais, mostra a reaproximação das pessoas às suas instituições, à sua comunidade e aos seus mais próximos.

As instituições como o Antas FC são uma das maiores argamassas de uma freguesia e o melhor veículo para que a comunidade seja uma verdadeira comunidade e não apenas um grupo de pessoas que partilham o mesmo código postal.

A este nível falta claramente reproduzir aquilo que já se faz nas camadas jovens e assumir a organização de um campeonato concelhio sénior e deixar para outras núpcias o campeonato de veteranos e termos uma competição que volte a ter jogos entre clubes que se conhecem com atletas que surjam das camadas jovens. Um campeonato com os velhos rivais de sempre certamente atrairia a atenção de quem anda mais afastado destas andanças e colocaria toda uma máquina a funcionar e alimentaria os clubes que competem nos campeonatos distritais.

Mas voltemos ao Antas FC.


No final de tudo isto, é de salutar que exista esta vontade e ensejo por parte de um grupo de sanpaienses que querem retomar em mãos uma das instituições mais queridas da freguesia e quem sabe um dia poder saudavelmente voltar a ombrear com a Banda Filarmónica de Antas para perceber qual destas é que leva o nome de São Paio d'Antas mais além.

O campo Correia de Oliveira esteve demasiado tempo com as luzes apagadas...