quinta-feira, 20 de julho de 2017

As SCUT e a sinistralidade rodoviária em Esposende.

Aqui vais um pouco de serviço público para quem nos governar a partir de Outubro.
 
Existe um estudo sobre o impacto da implementação das SCUT no aumento da sinistralidade rodoviária e dos custos acrescidos para o Estado em termos de cuidados de saúde aos acidentados feito por Alfredo Marvão Pereira, Rui Marvão Pereira e João Pereira dos Santos nos concelhos em que foi implementado o sistema de SCUT's.
 
O resultado é um pouco expectável mas não o mais previsível: aumentaram mais os feridos ligeiros do que os feridos graves ou mortos na ordem dos 4%.
 
Em termos de encargos financeiros para o Estado, este incremento representa cerca de 30 milhões de euros o que é um valor ainda razoável.
 
O que quero dizer com isto?
 
Que seria interessante perceber qual o impacto das SCUT's no nosso concelho e esgrimir esse argumento com as Infraestruturas de Portugal (ou Estradas de Portugal, seja qual o for o nome corrente que ela tenha...) para cativar novos investimentos nas nossas ligações ferroviárias.
 
Como o 1º concelho do país onde foi derrubado anarquicamente um pórtico de uma SCUT, e não terão havido mais casos assim, este é um tema que nos deve interessar e muito.