domingo, 28 de janeiro de 2018

PS-Esposende, um regresso ao futuro?

Tito Evangelista foi nomeado como presidente da Concelhia do PS-Esposende e isso leva a algumas reflexões.

A primeira reflexão que temos de fazer é que a continuidade de Laurentino Regado depois do resultado das eleições autárquicas o percurso seria algo penoso quer para a concelhia quer para o próprio Laurentino Regado, dor ainda mais ampliada depois da s para a JPNT.

A segunda reflexão que temos de fazer é sobre a ausência de caras novas na política esposendense. Se nas últimas autárquicas João Cepa teve mais tempo a refutar a debater o que foram os seus 3 mandatos do que a apresentar novas ideias para o concelho, Tito Evangelista terá ainda maior tarefa neste campo já que algo me diz que os seus anos de PSD e mandato como vereador pelo PS serão chamados ao debate público e à esgrima dos argumentos e numa época em que parte do debate é feito nas virulentas redes sociais, o que foi dito e feito no passado é rapidamente arremessado contra quem o fez ou disse. 
Esta situação exigiria uma cara nova, um novo rosto e um político sem grande cadastro para que o PS-Esposende retomasse o seu lugar histórico neste concelho: o principal opositor ao PSD. Penso que esta ausência de renovação deve-nos fazer pensar a todos, e principalmente às concelhias e às juventudes partidárias, se estamos a formar pessoas capazes de assegurar com competência e sentido de responsabilidade o futuro político deste concelho e não apenas pessoas para estarem nos lugares não-elegíveis e fazerem número nas arruadas.

A terceira reflexão que temos de fazer é que este é o corolário do que se assistiu nos debates das eleições autárquicas onde Tito Evangelista mostrou-se sempre uma pessoa mais à vontade no debate de ideias e na acareação com as outras forças políticas e terá de explorar esta sua veia para ir apagando a imagem de presença truculenta do PS-Esposende que Laurentino Regado foi deixando nos seus anos de mandato.

Finalizando, se por um lado Tito Evangelista é a melhor opção para o PS-Esposende neste momento o mesmo PS-Esposende deve perceber o que quer para o período pós-Tito Evagelista e evitar uma contínua reciclagem de antigas figuras.