terça-feira, 12 de julho de 2016

O verdadeiro "Euro de França" para Esposende

A Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa tem assinado acordos cooperação que visam promover o investimento produtivo local em Portugal, tendo já assinado com 15 munícipios: Caminha, Penafiel, Vila Pouca de Aguiar, Idanha-a-Nova, Viana do Castelo, Viseu, Batalha, Faro, Chaves, Valpaços, Cascais, Fundão, Região Autónoma da Madeira, Vila de Rei, Ferreira do Zêzere e Pombal;

Como por diversas vezes aqui notámos, a existência de uma relevante comunidade esposendense em França pode e deve constituir factor de criação de oportunidades de investimento e de parceria.
Esposende não prima, propriamente, por ser um destino de negócios, mas nem só de turismo vive a economia de um concelho. 
Seja por falta de vontade, seja por falta de capacidade, a verdade é que o Município de Esposende nunca apostou verdadeiramente no aproveitamento da rede de contactos gerada pela sua vasta comunidade espalhada em França, para, a partir daí, tentar dinamizar a economia local.
O amor e forte ligação a Esposende que os emigrantes espelham bem nas semanas do ano em que estão de volta ao nosso convívio, merecia uma acção a partir daí por parte do executivo camarário.
Tomara que esta iniciativa da Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa, à qual já se associaram os nossos vizinhos de Viana do Castelo, possa encontrar acolhimento nos Paços do Concelho.