segunda-feira, 11 de julho de 2016

Obrigadinho à rapaziada de Vila Chã!

Foto: Rui André Santos Oliveira

Finalmente a final perdida do Euro-2004 pode ficar para trás das costas!!!
Esse domingo do ido ano de 2004 foi uma jornada que começou mal e acabou pior. 
Tal como ontem, também há 12 anos o largo dos bombeiros era o santuário esposendense para ver a grande final. 
Sucede, porém, que a má combinação da disposição do ecrã e do pôr-do-sol tornaram impossível ver em condições boa parte do primeiro tempo. De modo que optámos, então, por ir para o Rio Doce ver o jogo. E foi lá que vimos Portugal perder a clamorosa oportunidade de se estrear nas conquistas das grandes provas internacionais.
Ontem, só eu sei porque fiquei em casa a ver o jogo. 
Mas, mal a taça foi levantada pelo capitão Ronaldo, toca a ir de imediato para outro santuário esposendense, o da festa, e associar a  voz à de centenas de esposendenses que davam largas ao seu contentamento. Somos campeões da Europa!!! 
Como canta o Chico Buarque, foi bonita a festa, pá
Das comemorações, guardo o êxtase duma carrinha de caixa aberta de rapaziada de Vila Chã que dava constantes volta à rotunda das piscinas, com tambores, cornetas, cânticos por Portugal, entoações do hino, eu sei lá que mais! Uma carrinha onde devem caber 10 pessoas e parecia que estavam lá umas 100! Indescritível!
Agradeço, pois, à rapaziada de Vila Chã por ter personificado tão bem a alegria imensa que foi sair à rua e festejar a conquista do Euro por Portugal! 
Por muitos anos que viva, o golo do Éder e a carrinha a dar a volta à rotunda, tremendo por todo o lado, e o povo todo em júbilo, nunca me sairão da galeria das gratas recordações! 
Viva Esposende! Viva Portugal!