segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Balanço da pré-campanha

Termina hoje a pré-campanha.
Há já vários dias que as candidaturas andam pelo terreno, de porta em porta, a apresentar os candidatos e a divulgar as suas propostas para o concelho.
Como nota super negativa, destaco o deplorável cartaz Je suis Esposende (embora limitado à internet), do CDS-PP, que tanta reprovação e gozo gerou pelo país fora. Um monumental tiro no pé.
Como nota negativa, registo as ausências de Benjamim Pereira (PSD) e Manuel Enes de Abreu (PS) no debate promovido pela Esposende TV. Nenhuma democracia funciona em plena se os seus principais protagonistas recusam o confronto de ideias para benefício daqueles cujo voto tentam captar. 
Como nota positiva, destaco os cartazes de campanha. Todos sóbrios, bem conseguidos (imagem e slogan) e sem invadir em excesso o espaço público. Neste aspecto, Esposende dá cartas.
Como nota super positiva assinalo a elevação que vai marcando a contenda. Felizmente que os esposendenses não têm sido brindados com palavras menos felizes trocadas entre os candidatos e até os blogues anónimos que surgem em catadupa por esta altura andam desaparecidos. Assim, releva o essencial: a discussão do projecto autárquico para Esposende para os próximos 4 anos. Tomara que a campanha que amanhã começa confirme esta tendência.