sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Combate eleitoral pela net: um primeiro balanço

Apostadas que estão as listas candidatas no contacto porta a porta, não deixa de ser importante a divulgação e promoção dos candidatos, programas políticos e iniciativas na internet (redes sociais e sites)
Das cinco candidaturas à câmara municipal, apenas duas - PSD e Juntos pela Nossa Terra - têm, a par de página no Facebook, um site próprio. Neste âmbito, o movimento Juntos pela Nossa Terra foi o primeiro a lançar um site que, estranhamente, a menos de 1 mês das eleições, continua por estar a funcionar em pleno. Em contrapartida, o site da candidatura de Benjamim Pereira está bastante dinâmico, sendo muito prático e acessível para o utilizador (para além de bom grafismo).
Ao nível de redes sociais, PSD, Juntos pela Nossa Terra e CDS têm estado constantemente a promover, no Facebook, posts relativos a propostas políticas, apresentação de candidatos e divulgação de eventos. Esta rede social perde, todavia, para o site, pelo facto de não ser prático separar a informação por temas e aceder rapidamente a arquivo de notícias. CDU e PS também apostam no Facebook embora, a avaliar pelo número de pessoas que seguem cada uma das páginas, com uma amplitude muito aquém da desejada. 
No global concluo que, nesta fase do campeonato, a candidatura do PSD encontra-se uns furos acima da restante concorrência no que respeita à utilização e aproveitamento da internet para efeitos de divulgação e promoção da sua candidatura.